domingo, 29 de março de 2015

Visita de última hora?





E agora, você soube que vai receber visita, eles dizem que levam o vinho mas você está totalmente sem ideia para algo prático para harmonizar?


Claro que partir para o mercado, comprar alguns queijos, salames, patês e torradas são boas opções. Mas se você quer algo diferente, que agrade a todos e tenha o seu toque pessoal? 


Aí vão algumas dicas...


Vinho branco ou espumante: 
Sanduíche de legumes: Faça um creme com iogurte natural, cenoura, pepino, cebolinha verde e sal. Recheie uma fatia de pão, faça um sanduíche com a outra e corte em quatro.


Dica de espumante: 
Casa Perini Brut Charmat/Brasil

Elaborado com uvas da variedade Chardonnay e Riesling Itálico. Aromas florais e frutados, intenso e com espuma cremosa e persistente.





Vinho tinto 
Bruschetta : o ideal é você fazer com pão italiano, mas vale qualquer pão amanhecido, tipo francês ou de milho são bons. Fatie os pães e leve ao forno até dourar.



Em uma frigideira, refogue cebola e alho, tomates maduros e uma pitada de sal, adicione folhas de manjericão fresco quando desligar o fogo. Adicione aos pães e finalize com azeite de oliva.


Dica de vinho: 

Fantinel Zuccolo Merlot 2013. Friuli/Italia.

Amadurecido em 6 meses em tanques de aço inox, é frutado e fresco, ótimo para ser degustado com os amigos em um bom pate papo.





quarta-feira, 25 de março de 2015

Chutney de abacaxi e pimenta biquinho

Tá aí uma excelente opção de acompanhamento para ser usado como entradas com torradinhas, para acompanhar carnes e peixes.

Chutney é um condimento agridoce, picante (forte ou suave, depende da pimenta), de origem Indiana, é considerado o simples sofisticado, simples no preparo mas sofisticado no paladar.

Os temperos e condimentos que são quase indispensáveis para o preparo são açúcar mascavo, sal, cebola, e canela e as preparações podem ser feitas para consumo imediato ou como forma de conserva, nessa segunda opção leva vinagre ou limão, e é a forma de conserva que ensinarei aqui.

Ingredientes: 



1 xícara de abacaxi maduro picado
1 xícara de pimenta biquinho
1 cebola pequena
1 colher (sopa) canela em pó
1 colher (chá) sal
1 xícara de açúcar mascavo
1 xícara de vinagre de maçã ou branco
1 fio de azeite de oliva


Preparo:
Refogue a cebola no azeite, junte o açúcar e os demais ingredientes.
Baixe o fogo e cozinhe por aproximadamente 30 minutos, até reduzir bem o molho mas ainda deve estar um tanto líquido já que ele secará mais um pouco após pronto.
A textura, quando pronta, fica como a da foto.
textura quando pronto


Pronto! Use para diversos acompanhamentos como:
Entradas: torradinhas
Prato principal: carnes diversas e até mesmo pra dar um sabor a mais no grelhadinho diário.

Guarde em vidro bem fechado, na geladeira, o restante que sobrar. Não costumo guardar por mais de uma semana.





DICA DE VINHO para harmonizar com seu chutney e torradinhas enquanto bate um papo com os amigos.
Você pode ainda preparar um espaguete a bolonhesa que combina muito bem com esse tinto.

TRAPICHE MALBEC 2013, Argentina.
Aroma frutado, com toque de ameixa e cereja. 

O preço sai em média de R$ 32,00 (devo ter pago isso ainda nesse ano de 2014).

Filé de anjo envelopado


Essa é uma excelente opção para consumir qualquer opção de peixe de forma prática e muito leve.

Os peixes são ricos em ômega3, o que ajuda nas reações anti-inflamatórias, melhora a memória e concentração e previne doenças cardiovasculares.

São famosos por serem leves e magrinhos. Mas muito cuidado, para eles serem essa excelente opção para a saúde e para a dieta, eles devem ser preparados cozidos ou grelhados. Se você quer manter a silhueta em dia e a saúde em alta, deixe para consumir as opções fritas eventualmente, viu?!

Aí vai uma receita muito prática e levinha, fácil de preparar e funciona muito bem naqueles dias que você tem pressa no preparo e não está muito a fim de ficar com a "barriga no fogão".


Ingredientes 
500g de filé de anjo (pode ser o peixe de sua preferência)
suco de 1 limão 
1 colher (chá) de cúrcuma
1 colher (chá) de salsa e alho desidratados 
1 colher (chá) de canela em pó
1 colher (chá) de gengibre ralado
1 colher (chá) de sal
1 pitada de pimenta em pó
1 cenoura cortada em cubinhos
1 tomate grande cortado em rodelas grossas
1/2 pimentão pequeno picadinho (usei o verde mas o amarelo sempre fica melhor com peixes)
1/2 xícara de vagem picada
papel manteiga para envelopar





Preparo
Tempero:
Misture os temperos e pincele os filés, deixe descansar por 10 minutos, enquanto você pré aquece o forno a 180 graus.

Montagem:
Corte o peixe em em pequenas postas individuais.

Em um pedaço de papel manteiga quadrado, duas rodelas de tomate, o peixe, um pouco das cenouras, pimentões e vagem. Envelope o peixe. Faça isso com todos, leve para assar por aproximadamente 30 minutos. Finalize com azeite de oliva e sirva com arroz branco. 

Na foto você vê também acompanhando um chutney de abacaxi e pimenta biquinho, veja a receita dele aqui no blog também. 

domingo, 22 de março de 2015

Torta de camarão e abóbora - massa simples integral

Chamo essa massa de simples pois uso sempre duas opções: ou a podre ou essa. A podre é uma massa mais prática de fazer pois não precisa amassar, abrir a massa e enfarinhar a casa toda como essa. Porém vamos ser sinceros.. quem está de dieta torce um pouco o nariz pra praticidade e crocância da massa podre, certo?! Já que ela leva grande quantidade de gordura.

Enfim, essa massinha aqui eu adoro pois é uma diversão o preparo, leva mais tempo mas nada como um bom vinho e música para acompanhar o preparo e esperar os amigos!

Ingredientes
Massa
200g de farinha de trigo
200g de farinha integral 
2 colheres (sopa) linhaça
200g de manteiga em temperatura ambiente
1 ovo
1 gema para pincelar 

Ingredientes
Recheio
500g de camarão médio ou pequeno
1/2 abóbora moranga cozida e amassada
1 cebola grande picada
2 dentes de alho picados
1/2 vidro de leite de coco
ervas finas a gosto
sal a gosto

Preparo
Massa
Juntes todos os ingredientes e sove até obter uma massa bem lisa e uniforme, ela deve soltar das mãos. Ajuste a farinha caso fique úmida. Caso fiquei muito seca (farelenta), adicione água em colheradas. 

Em uma superfície lisa, polvilhe farinha e abra a massa com rolo de macarrão. Reserve uma parte para cobrir a torta. Coloque a massa em uma forma de fundo removível e deixe uma parte da massa para fora, isso ajudará a juntar com a "tampa" de massa, unindo as duas partes. Cubra com o recheio e finalize com a assa reservada para ser usada como "tampa", pincele a gema e leve para assar em forno preaquecido (180º) por 20 a 30 minutos.

Preparo
Recheio
Refogue a cebola, adicione o alho e em seguida os camarões. Quando estiverem rosados, adicione sal e as ervas de sua preferência e o leite de coco. Incorpore a moranga amassada. 



DICA:
Como essa massa não leva fermento, ela não crescerá. Por isso, abra ela e deixe o mais fina que puder (mas não deixe furar para não escapar i recheio). Isso garantirá que ela fique crocante e leve. 

Servi com Trapiche Malbec 2013.



Torta de frango - massa podre




Gente, essa receita de massa podre serve de base para muitos recheios.

Com textura crocante, uso para tortas e também para empadas.


Massa:
  • 3 xícaras (chá) de farinha de trigo;
  • 1/2 xícara (chá) de manteiga em temperatura ambiente;
  • 1/2 xícara (chá) de óleo;
  • 1 ovo
  • 1/2 xícara (chá) de leite
  • 1 colher (café) fermento em pó
  • sal a gosto 

Recheio:

  • 2 peitos de frango cozidos e desfiados (no cozimento, uso páprica doce para corar a carne e temperar);
  • 1 cebola grande picada;
  • 3 dentes de alho picados;
  • 4 tomates grandes e maduros picados;
  • 1 colher de farinha diluída em 1/2 copo d'água.
  • cheiro verde picado;
  • sal a gosto


Para finalizar a massa:
  • 1 colher (sopa) gergelim
  • 1 gema de ovo


Preparo massa:
Amasse todos os ingredientes a mão, não é necessários sovar muito. Ajuste a farinha se necessário, a massa deve desgrudar das mãos e ficar lisa e uniforme. Forre o fundo de uma forma com as laterais removíveis. Reserve um pedaço da massa para cobrir a torta


Preparo recheio:
Refogue a cebola, alho, tomates. Junte o frango desfiado. Acerte o sal e adicione o cheiro verde. Par finalizar e dar cremosidade ao recheio, junte a mistura de farinha e água.

Recheie a torta, cubra com o restante da massa, pincele a gema e polvilhe o gergelim. Leve para assar e forno pré-aquecido a 180º durante 20 a 30 minutos ou até dourar a massa.


DICA:

Para obter recheios cremosos sem utilizar ingredientes como requeijão e creme de leite, uso a mistura farinha de trigo + água. Esse truque era usado por muitas avós e mães, inclusive as minhas. Gosto disso pois o recheio fica mais leve tanto em sabor quanto em kcal.




sábado, 21 de março de 2015

Urmeneta Cabernet Sauvignon 2013

Chileno frutado, taninos maduros mas doces, acompanhou muito bem essas pizzas caseiras: atum com tomate seco, salame italiano e banana com canela.


Perfeito para um sábado à noite!

Panqueca energética e termogênica


Gente, essa é minha dica de café da manhã ou mesmo de lanche para os momentos que você precisa de energia  e quer substituir o famoso pãozinho diário! 

Essa panqueca tem proteínas, fibras e muita energia além de ser termogênica! 


  • 1 ovo
  • 1 colher de aveia em flocos finos 
  • 1 colher de quinoa em flocos ou amaranto (se não tiver, use 2 de aveia)
  • 1 colher de cotage ou creme de ricota 
  • 1/2 colher fermento em pó 


Bata todos os ingredientes (bato a mão rapidamente) doure em frigideira anti-aderente os dois lados da panqueca.

Por cima, pique uma banana, polvilhe com canela em pó e acrescente 1 fio de mel.


terça-feira, 17 de março de 2015

Bolo Fit de Cacau

Galera, já ensinei como fazer o leite condensado caseiro, certo?
Então aqui vai um bolinho super leve, fácil e feito para comer sem culpa usando o nosso leite condensado caseiro como cobertura.

2 ovos
2 colheres (sopa) de farinha de arroz
2 colheres (sopa) de aveia 
2 colheres (sopa) de água morna ou leite de soja 
2 colheres (sopa) açúcar mascavo
1 colher (sopa) óleo de coco 
1 colher (sopa) fermento

Bate tudo e assa, cobre com 1 colher (sobremesa) do leite condensado, cada fatia do seu bolo.


Nham nham.... delícia pura!!!


domingo, 15 de março de 2015

Leite Condensado caseiro

Gente, eu adoro fazer meu próprio leite condensado por vários motivos, posso fazer ele diet, com leite de soja (opção minha não usar o leite de vaca), tenho ele fresquinho, sem conservantes, fácil de fazer.. enfim, seja o motivo que você encontre para fazer o seu, aqui vai a minha receita da versão

- soja - diet - 0 lactose

O que não impede você de substituir o leite de soja pelo de vaca e o adoçante por açúcar.

Vamos lá, dificuldade zero heim..

1 xícara de leite em pó desnatado (eu usei a versão de soja e light) 
1 xícara de adoçante culinário 
1/2 xícara de água morna. 
Liquidifica tudo e leve para gelar. Mais fácil impossível né?! 






Viña Amalia Dos Fincas Cabernet Malbec 2013


Simplesmente amei esse vinho!!

Uva: Cabernet Sauvignon (56%) e Malbec (44%)

Amadurecimento: 30% do vinho estagiou por 6 meses em barricas de carvalho
País: Argentina

Vinho super fresco, taninos macios, boa estrutura.

Harmonizei com: Risoto Funghi e Filé Mignon. Também usei ele no preparo do risoto, confesso que até arrependi pois teria sobrado mais para beber.. hehehhee...

Arroz Funghi com filé mignon

Você tem que preparar um jantar ou almoço e precisa impressionar? 
Esse é o tipo de prato não tão simples mas também nada complicado e agrada todos os paladares... além de poder ser feito somente o risoto, aí vira um prato vegetariano.

A dificuldade que você talvez tenha aqui é de encontrar o Funghi, ele normalmente é encontrado em lojas de especiarias ou em bons super mercados. Vamos lá:

Serve 4 pratos.


Ingredientes:

Funghi:
40g de fungui seco
800ml de água (não precisa ser exato)
Sal a gosto

Risoto:
2 xícaras de arroz arbóreo
2 xícaras de vinho tinto de boa qualidade (usei o Dos Fincas Malbec 2013/Argentina) 
Caldo do funghi
1 cebola média picada
1 dente de alho 
1 colher de azeite
1 colher (sopa) de manteiga
Azeite trufado para finalizar (opcional)

Sal e pimenta a gosto

Filé Mignon
4 bifes de filé mignon (1 dedo de espessura)  
1 colher (sopa) de manteiga 
Sal e pimenta a gosto

Preparo:

Funghi:
Em uma panela, coloque o funghi, o sal e a água e ferva por 10 minutos. Retire os funghis e corte em pedaço grandes. Reserve a água para o risoto.




Risoto:
Refogue a cebola do azeite, acrescente o alho, o arroz e refogue um pouco mais. Acrescente o vinho tinto e deixe o caldo reduzir bem (veja a foto) para então começar a adicionar conchas do caldo do funghi (faça isso sempre com calma e mexendo sempre).
Quando o arroz estiver 'al dente', acrescente a última concha do caldo, os funghis, acerte o sal e pimenta a gosto. Em outra frigideira, esquenta a manteiga para iniciar o preparo dos filés. Quando o risoto estiver no ponto, finalize com a colherada de manteiga e um fio do azeite trufado (é opcional e serve para agregar inda mais perfume e sabor ao prato).

Dica:
Risoto sempre é feito em fogo baixo e com muita calma. Não é um prato complicado de preparar  mas exige calma e delicadeza no preparo.




Filés:
Já com a frigideira bem quente, derreta a manteiga e sele os dois lados da carne. Tempere com sal e pimenta a gosto. 







quarta-feira, 4 de março de 2015

Solar das Bouças Loureiro Vinho Verde 2012

Gente, na sessão vinhos já falei um pouco sobre vinho verde..



Esse é incrivelmente especial.. fresco e leve e muito delicado. 
Uma das mais respeitadas castas de vinho verde. Apresenta notas de limão e maçã verde
Fica bem com pratos leves, carnes brancas e pequenas entradas.

Para acompanhar, fiz um franguinho grelhado com curry, pimentões e cebola.

Conhecendo a páprica

Use e abuse dos temperos nos seus preparos, cada um deles tem seus benefícios para a saúde além de fazerem com que usemos menos sal nos preparos.


Hoje vou falar um pouco da páprica: 
São ricas em vitamina C e dão cor, aroma e sabor nos seus prato e não são nada mais que pimentões e pimentas moídas. Existem varias espécies espalhadas pelo mundo, mas no Brasil só encontramos a doce e a picante, elas tem sabor suave o cor velha viva, mas além de dar sabor e cor aos alimentos também fornece uma boa quantidade de vitamina C, além de ser anti-inflamatória. Cuidado: se você tem úlcera, gastrite ou sofre de azia, use com muita moderação, principalmente a picante.


Páprica Doce: É  usada como ornamento colorido para alimentos de cor clara como: peixes, carnes, sopas, canapés e molhos.
Páprica Picante: Pode ser salpicada sobre peixes, carnes, aves, canapés, batatas, ovos, tortas salgadas e molhos. E usada também em pratos da cozinha espanhola e húngara.


Como Comprar: É encontrada facilmente em grandes mercados ou empórios, sempre procure pela páprica de grãos mais finos, pois tem melhor qualidade. Armazene a páprica em local seco e longe da umidade e luz solar, como qualquer tempero seco/desidratado.
Cuidados: Sempre que usar páprica em pratos quente dilua ela em algo liquido, para que seu açúcar não caramelize. E nunca deixe a páprica ferver, pois pode amargar.
Dicas: Você pode substituir a pimenta vermelha pela páprica picante.