sábado, 30 de maio de 2015

SÉRIE Vinhos Brasileiros: Visita à vinícola Chandon Brasil





Garibaldi, assim como Bento Gonçalves, sua vizinha, é colonizada pelos italianos. 

Esta é a cidade do espumante. Anualmente ocorre na cidade a Fenachamp, uma verdadeira festa para celebrar o espumante brasileiro. 

Fora o período da feira, é possível visitar as vinícolas a qualquer momento, em geral elas pedem reserva com antecedência, basta ligar ou reservar via site de cada empresa que deseja conhecer. 

Falando um pouco sobre a Chandon Brasil...

Não sei se você tem alguma dúvida se a Chandon Brasil e a Moet Chandon tem alguma semelhança. Bem, eu tinha.. a final, uma é francesa a outra brasileira, nomes semelhantes mas não fazia sentido uma "filial" brasileira... 



Em 1973, a Maison Moët & Chandon decide apostar no potencial vitivinícola brasileiro e inaugura a Chandon em Garibaldi, no Rio Grande do Sul. O investimento cresce e se consolida. Atualmente, a empresa é líder absoluta no segmento de vinhos espumantes naturais de luxo.

Além do Brasil, a Chandon também é produzida na Austrália, Califórnia e Argentina, sendo estas as 4 subsidiárias especializadas em espumantes naturais da Moët Hennessy, a divisão de vinhos e destilados do grupo francêsLVMH (Moët Hennessy Louis Vuitton)."


Fonte: chandon.com.br


Bem, nem precisa ir até Garibaldi para descobrir que há sim semelhança pois o site da Chandon Brasil explica bem isso mas se você tiver oportunidade de ir até lá, vá! É fantástico!


Fomos muito bem atendidos e a degustação seguiu conosco e mais um casal de São Paulo, eles estavam de férias na Serra Gaúcha e, como eu, apaixonados por vinhos e espumantes (digo como eu e não 'como nós' pois apesar de meu esposo me acompanhar ele não é propriamente apaixonado por vinhos mas aos poucos eu estou 'convertendo' ele.. hehe).







Nenhum comentário:

Postar um comentário