sábado, 13 de junho de 2015

Corações de polvilho da mamãe

Uma tarde de sábado fui tomar café na casa da minha mãe e ela diz:
- Mana, aprendi uma receita na casa de uma amiga que é levinha e sem glúten. Vou fazer, tu vai adorar..

Chego lá e a casa estava super cheirosa com a o tal do lanche assando e também um café preto passando.

Quando minha mãe coloca a mesa, vejo um pote de doce de leite. Ignoro a tentação, pego um coração e como com café preto. 
Então ela corrige: - Não filha, tá errado esse jeito de comer. Tem que fazer um furinho no meio do coração e colocar uma colher de doce de leite dentro... Aí penso: sem glúten ok, mas levinho? Ah, coisa de mãe... heheheh

Bem, aí vai a receita original:


  • 500g polvilho doce
  • 1 copo de leite 
  • 1 copo de azeite
  • 1 colher (chá) de sal
  • 2 colher (chá) de açúcar
  • 3 ovos
Bate tudo no liquidificador. Em forma de silicone (usamos aquelas grandes com as cavidades de corações, por isso chama "coração de polvilho"), coloca a massa pela metade e leva para assar até dobrarem de tamanho e dourarem. 

Quando prontas, como diz minha mãe, você faz um furo no meio, com a colherinha mesmo, e enche de doce de leite. Fica assim:




Adaptações...

Bem, na massa para substituir o azeite e o leite, use 1 copo de iogurte natural + 1 copo de água morna. O iogurte dará uma boa consistência e já tem sua gordura natural. 

Para rechear, use geleia diet ou para versão salgada cotage, creme de ricota...
Ainda outra forma é colocar o recheio enquanto assa. Você pode colocar ainda menos da metade da massa nas forminhas, rechear e então colocar mais um pouquinho de massa. Idéias de recheio:

  • tomate picadinho + orégano
  • goiabada + queijo de minas frescal
  • pasta de amendoim
  • banana + canela
  • peito de peru + ricota


Também pode usar polvilho azedo, nesse caso fica bom nas versões salgadas pois lembra muito o pão de queijo. 


Mas ainda sobre a receita original que minha mãe fez eu digo: pode ser gordice, mas é muito bom!!!!!!!!!!! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário